Ligue (79) 3246-2770
modelo-procuracao-venda-de-veiculos
Modelo de procuração para venda de carros
6 de março de 2020

A venda de um veículo é ato que deverá ser praticado a priori pelo proprietário do veículo ou, na impossibilidade deste, de um terceiro portador de instrumento procuratório.

O instrumento de procuração deverá trazer em texto a especificação detalhada dos poderes que estão sendo concedidos, os quais deverão cobrir todas as práticas necessárias para formalização do negócio e sua regularização junto aos órgão públicos, a exemplo do DETRAN.

Em atenção a tais necessidades a Unibase Seguros fornece abaixo um modelo de procuração para venda de veículo que poderá ser utilizado pelos interessados.

PROCURAÇÃO

Outorgante: (nome), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), inscrito(a) no CPF sob o nº (informar), e no RG nº (informar), residente e domiciliado à (rua), nº (informar) – (bairro), Cep (informar), na cidade de (município) – (UF).

Outorgado: (nome), (nacionalidade), (estado civil), (profissão), inscrito(a) no CPF sob o nº (informar), e no RG nº (informar), residente e domiciliado à (rua), nº (informar) – (bairro), Cep (informar), na cidade de (município) – (UF).

Poderes: Para vender e transferir, para quem lhe convier, o automóvel (marca) (modelo), de cor (informar), placa (informar), Chassis nº (informar), Renavam nº (informar), ano/modelo (informar), podendo assinar e receber quaisquer termos e compromissos, assinar recibo de compra e venda e documento de transferência, prestar declarações, dar quitação, requerer segunda via do CRV e CRLV, assinar DUT, representá-lo(a) perante quaisquer repartições públicas federais, estaduais e municipais, Cartórios, Tabeliães de Registro e perante DETRANs, recorrer, enfim, a todos os atos necessários ao bom e fiel desempenho do presente mandato.

(localidade), (dia) de (mês) de (ano).

(assinatura)

(nome do outorgante)

Observações: Os termos e dados do documentos devem ser alterados e ou adaptados para atender aos interesses, eventuais negociações das partes e para adequá-las às situações específicas de cada caso. No caso de dúvidas ou de condicionantes especiais, é aconselhável procurar um advogado para redigir e esclarecer as partes sobre os reflexos jurídicos decorrentes.