Ligue (79)3246-2770 • WhatsApp (79)99900-4666
Perda total do veículo e valor da indenização do seguro auto
3 de agosto de 2021
indenizacao-seguro-auto-perda-total

Talvez você nunca tenha se perguntado ou não deu atenção devida a sua apólice no que tange ao valor da indenização integral do seguro auto. Essa informação foi definida no momento da contratação do seguro e pode ser referenciada pela Tabela Fipe ou equivaler a um valor pré-determinado; vamos entender melhor as diferenças e o que muda em termos de valor no cálculo do seguro.

A indenização integral é o valor pago ao segurado quando seu veículo sofre perda total ou não é recuperado após um roubo ou furto. Equivale ao valor do capital segurado da apólice, que é o valor máximo que o segurado pode receber no caso de um sinistro com cobertura.

A definição do valor da indenização integral de uma apólice de seguro auto ou seguro de moto pode ser feita de duas maneiras diferentes: pela modalidade de valor de mercado referenciado ou pela modalidade de valor determinado.

Valor de mercado referenciado

Tendo referência a Tabela Fipe, o valor da indenização integral equivale a um percentual do preço do veículo. Tanto o percentual quanto a tabela escolhida são definidos na apólice.

Ao contratar o seguro, você pode escolher o percentual do valor da tabela Fipe que deseja adotar para pagamento da indenização integral. Um valor inferior ou superior a 100% do preço da tabela de referência. Em escolhendo um valor inferior, o seguro ficará mais barato. Ao contrário, escolhendo um percentual maior, o seguro ficará mais caro ao final.

Atente-se que, como a Tabela Fipe é constantemente atualizada, sendo assim e muito provavelmente, o valor pago no caso de indenização integral será menor após um ano de contratação do seguro devido a depreciação do veículo. Afinal, em um ano e um mês, qualquer  carro ou moto, tende a desvalorizar.

Valor determinado

Essa modalidade de pagamento, estabelece um valor fixo para a indenização integral, muitas vezes adotando valores limites máximos e mínimos.

Mas, atenção!

Não opte por uma das modalidades sem ler as observações a seguir:

• É garantido a seguradora descontar valores pendentes do veículo (ex.: multas, prestações de financiamento e impostos), na hora de pagar a indenização integral.

• Para modalidade valor referenciado, a tabela Fipe utilizada é a do mês de pagamento da indenização integral, não a do mês em que ocorre o sinistro.

• A seguradora tem prazo de até 30 dias para pagar a indenização integral a partir da data de recebimento de todos os documentos solicitados após registro do sinistro que ocasionou a perda total.

• Para carros novos (zero Km), nos primeiros 90 dias após a compra do veículo e vigência da apólice, a indenização integral equivale ao valor da nota fiscal do veículo na modalidade de valor referenciado.

• Não há cobrança de franquia no pagamento de indenização integral. Também não há cobrança de franquia no pagamento de indenização por incêndio do veículo, ainda que configure perda parcial.

Tópicos relacionados:
Você está na categoria: